Passeio Lado Leste: Pedra Furada, Árvore da Preguiça e Lagoas

0
Lagoa do Paraíso

O roteiro em Jericocoara se divide basicamente em “dois lados” de passeios: Leste e Oeste. O passeio lado Leste engloba a Pedra Furada, Árvore da Preguiça e as Lagoas Azul e do Paraíso, os principais cartões postais da charmosa vila.

Nesse post você saberá tudo sobre o passeio lado Leste que fizemos de buggy: principais pontos de parada, horários, duração, valores e outras dicas.

Jericoacoara foi erguida em meio a uma gigantesca área de dunas e por isso é uma área de proteção ambiental. Esse diferencial que leva turistas de todo o mundo a pequena vila todos os dias do ano.

Parque Nacional de Jericoacoara
Fim de tarde no Parque Nacional de Jericoacoara

Queridinha e desejo de 8 entre 10 turistas que pretendem visitar as praias do nordeste, Jericoacoara revela belas paisagens, clima rústico de vila de pescadores, bem “pé na areia” (literalmente, na verdade) e um absurdo de natureza, mar, flora, passagens estonteantes e um dos mais belos por-do-sol que você terá a oportunidade de presenciar em sua vida.

Em nossa opinião, esse é o principal passeio da região. Se você tiver somente um dia em Jeri, faça de qualquer jeito. É imperdível!

Agora vamos ao relato desse passeio que nos marcou e com certeza vai deixar você com vontade de não voltar pra casa nunca mais!

Passeio lado Leste de Jericoacoara

O roteiro sentido leste inclui os principais pontos turísticos do Parque Nacional de Jericoacoara. Começa com o buggy te buscando no hotel por volta das 9 horas da manhã. O passeio tem duração aproximada de 6 horas, retornando por volta das 15 horas.

1ª Parada: Pedra Furada

A primeira parada do passeio lado Leste é a famosa Pedra Furada. Os buggys param numa praia próxima e de lá fazemos uma caminhada de 30 minutos até a Pedra. No caminho, a praia gostosa convida pra um mergulho e várias formações rochosas são alvo de pequenas paradas para fotos. A caminhada é fácil e quase todo seu trajeto é plano, beirando a praia.

O nosso tempo de parada na Pedra furada foi de aproximadamente 1h30. 30 minutos e cada trecho de caminhada (ida e volta), mais 30 minutos parados lá na Pedra Furada um pouco frustrados pela quantidade de pessoas que dividiam conosco o lugar sem muito senso de educação (sempre tem né?).

Pedra Furada @dicadeturista

Praticamente todos os buggys que vão  para o passeio do lado Leste fazem a primeira parada na Pedra Furada, o que significa que ela vira um formigueiro de gente! Se fechar com uma boa agência, eles terão o cuidado de te levar num horário menos movimentado pra que você possa aproveitar melhor a paisagem fantástica. Se certifique de pedir pra visitar esses lugares em horários alternativos ou você não verá direito aquela Pedra Furada dos cartões postais.

Pedra Furada
Pedra Furada

A outra opção para conhecer a Pedra Furada e aproveitar o tempo que quiser, é fazer uma caminhada ecológica – gratuita – que parte da Praia principal de Jeri seguindo pra direita (sentido oposto à Duna Por do Sol) passando pela Praia da Malhada, Piscinas Naturais, morro do Serrote com visão panorâmica da vila, chegando até a Pedra Furada.

Não tivemos tempo de fazer essa caminhada pra dizer o tempo do trajeto e o nível de dificuldade da trilha. Mas se tiver dúvidas, praticamente todos os nativos da vila conhecem bem o caminho e poderão ajudá-los.

2ª Parada: Árvore da Preguiça

Retornamos ao buggy e seguimos em direção à Praia do Preá. No caminho, apenas uma pequena parada pra foto na famosa Árvore da Preguiça. A curiosa atração turística recebe esse nome porque, em razão dos fortes ventos contínuos da região, a árvore parece estar num “mood segunda-feira”, deitada no chão.

Vocês observarão pelo caminho que esta não é a única árvore com preguiça. Várias outras árvores semelhantes assumiram essa forma contorcida.

3ª Parada: Praia do Preá

A Vila do Preá é uma pequena comunidade que fica no município de Cruz, no Ceará. A Praia do Preá é reconhecida por ser umas das praias mais extensas do litoral do estado. Além das belezas naturais do Parque Nacional de Jericoacoara, o seu potencial turístico está nos melhores ventos no mundo para a pratica de esportes do Kitesurf e Windsurf.

No passeio de buggy, a parada na Praia do Preá normalmente é pra almoço ou pra descansar um pouco curtindo as cores e movimentos das velas coloridas de Kitesurf. Quando fomos, não estava na alta temporada do esporte e não vimos muito atrativo em parar por ali. Por isso, decidimos seguir direto para as Lagoas.

4ª Parada: Lagoa Azul

As conhecidas Lagoa Azul e sua vizinha, Lagoa do Paraíso, são na verdade partes de uma mesma lagoa: a Lagoa de Jijoca.

A Lagoa Azul é mais um ponto de parada do buggy. Tem pouca estrutura e um estilo mais rústico com alguns poucos restaurantes simples. A vantagem é que poucos buggys param por ali e por isso era normalmente fica mais vazia.

Nós paramos em um trecho da lagoa onde não tinha absolutamente nada. Diferente das fotos que vimos antes de conhecer. Dali avistávamos alguns restaurantes de longe, mas não conhecemos nenhum. Passamos uns 30 minutos por ali, tiramos algumas fotos e fomos embora.

 

5ª Parada: Lagoa do Paraíso

A outra parte da Lagoa de Jijoca é o principal cartão postal de Jeri. É nela que você vai curtir o resto da sua tarde relaxando nas famosas redes dentro d’água. O lugar faz jus ao nome: literalmente um PARAÍSO. São vários restaurantes lado a lado que oferecem estrutura de “praia” com barracas, cadeiras, espreguiçadeiras e serviço de bar na areia.

Lagoa do Paraíso

Existem algumas opções de entretenimento como o aluguel de pranchas de Stand up ou só relaxar em algum dos bancos dentro da água, nas redes ou pegar sol nas espreguiçadeiras, pedir um petisco e uma cervejinha pra acompanhar enquanto joga conversa fora.

Lagoa do Paraíso

O restaurante mais conhecido e estruturado da Lagoa do Paraíso é o The Alchimist Beach Club. São fotos dele que você vê provavelmente espalhadas pela internet. O lugar é mesmo lindo e os preços praticados também são mais altos que a maioria dos outros restaurantes. Achamos que ainda assim vale a pena! Infelizmente quando visitamos a Lagoa, o Alchimist estava fechado por problemas com licença ambiental.

Ficamos num outro restaurante da Lagoa que embora não chegasse aos pés da estrutura do Alchimist, tinha uma estrutura razoável e cerveja gelada. Resumindo: supriu bem já que não tínhamos muita opção.

Valor do passeio:

O passeio lado Leste de buggy custou R$250,00. A empresa aceitava pagamento em cartão de crédito e débito.

O valor do passeio é relativo ao buggy e pode ser dividido por até 4 pessoas (referentes a Abril/2017).

Dicas:

  • Achamos que a realidade sobre o lugar é que os bugueiros sempre te levam pro lugar onde eles tem alguma “parceria” com o estabelecimento. Aí, qualquer coisa diferente eles não incentivam ou dão qualquer outra desculpa pra te convencer de que “não é tão legal quando você pensa”. Bom, é claro que existe muita gente que se preocupa muito em oferecer a melhor experiencia do mundo pro cliente. Então aconselhamos que vocês pesquisem bastante as empresas por lá e não fechem seus passeios se baseando somente no valor.
  • Muitas pessoas, inclusive guias, oferecem passeios no próprio veículo alugado do turista. Não faça isso! Além de ser prejudicial ao meio ambiente, vimos muitos carros atolados e também cercados (sem ter por onde passar) por conta da alta da maré. Além disso, se o carro for alugado qualquer problema que ocorrer será de sua inteira responsabilidade e o “guia” nada fará para lhe ajudar.
  •  Existe a possibilidade de estender o passeio até as Dunas da Barrinha. Se você for rápido nos pontos de parada talvez consiga conjugar com o passeio nesse dia.  Se tiver pouco tempo como nós e considerar imperdível, já fica a dica. Nós não achamos tão válido e acabamos não fazendo porque achamos que no final, o passeio lado Leste em si ficaria corrido demais. Se você tiver mais tempo talvez seja uma boa ideia tirar um dia só pra fazer esse passeio das Dunas da Barrinha.

 

O que levar:

  • Não esqueça seu protetor solar;
  • Leve pelo menos uma garrafa de água pro início do passeio;
  • Roupas leves e de banho;
  • Bonés ou Chapéus porque o sol bate forte no crânio;
  • Óculos escuros;
  • Câmera;
  • Capinha à prova d’água de celular para evitar acidentes (rs)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here